Criações | Música



Música | SEMBA

Espetáculo em que Antonio Nobrega, junto a sete músicos e cinco bailarinos, faz uma viagem pelo mundo do samba. Como se sabe, samba é uma palavra de muitos sentidos: dança, festa, cantoria, brincadeira, tudo é samba.
Em Semba – que em língua banto quer dizer umbigada – Nóbrega e seu elenco visitam diversas manifestações populares que guardam estreita relação com o samba como o Jongo, o Coco, o Tambor de crioula, entre outras, bem como apresentam um representativo repertório de sambas clássicos de autores como Noel Rosa, Geraldo Pereira, Ismael Silva, Caymmi, Paulinho da Viola e Chico Buarque.
Um espetáculo de grande riqueza cênica,que procura engrandecer esse gênero que marca a identidade musical brasileira.

 

Música | RECITAL ARIANO

Espetáculo, 2015
Um show em forma de recital em que Nóbrega homenageia o amigo, mestre e parceiro Ariano Suassuna por meio de romances, poemas, martelos agalopados, sambas, baiões, excelências, toques instrumentais, etc. Um repertório não só marcado pelo “mundo sertão”, tão caro à Ariano, mas também pela riqueza poética e musical brasileira tão presente em sua literatura.
Essa viagem musical vai passar por romances como A Nau Catarineta, A Filha do Imperador do Brasil, pelas canções O Rei e o Palhaço, Canudos e por peças instrumentais como Rasga, Ponteio Acutilado e Mourão, entre outras tantas obras inspiradas no onírico e multifacetado mundo literário de Ariano Suassuna. Essas canções e músicas instrumentais, algumas delas presentes nos Cds e Dvds de Nóbrega, serão entremeadas por falas, reflexões e histórias que marcam a convivência entre ambos e, sobretudo, refletem a visão de Nóbrega sobre o Cavaleiro da Alegre Figura, como ele gosta de se referir ao mestre. Embora o Recital se caracterize como um show, Nóbrega nele não se furta a exercitar o seu lado de dançarino, ator e de versátil instrumentista.

 

 

ANTONIO NÓBREGA

Espetáculo, 2013

Espetáculo-síntese dos últimos 20 anos de atividade artística de Antonio Nóbrega, com canções de seus sete últimos musicais: “Na Pancada do Ganzá”, “Madeira que Cupim não Rói”, “Pernambuco falando para o Mundo”, “Marco do Meio-Dia”, “Lunário Perpétuo”, “Nove de Frevereiro” e “Lua”. Acompanhado por um septeto (formado originalmente por Edmilson Capelupi, Edson Alves, Léo Rodrigues, Cléber Almeida, Zé Pitoco, Daniel Allain e Olivinho Souza), o multiartista permea todo o universo… {continuar lendo}

 

 

 

LUA

Espetáculo, 2012

Espetáculo que explora o legado artístico de Luiz Gonzaga. Acompanhado por sete versáteis músicos, Antonio Nóbrega apresenta releituras de músicas instrumentais, de canções pouco conhecidas e de clássicos gonzagueanos, como “Acauã”, “Que nem Jiló”, “Siri Jogando Bola”, “Baião”, “Juazeiro” e “Asa Branca”. O rei do baião é homenageado… {continuar lendo}

 

 

 

 

NOVE DE FREVEREIRO

Espetáculo, 2 CDs e DVD, 2005 / 2007 / 2008

Por Antonio Nóbrega

Cheguei no Frevo pelo Passo. Digo melhor: aportei no frevo pela dança. Foi ela que primeiro me seduziu. Era a época em que tocava no Quinteto Armorial e… {continuar lendo}

 

 

 

 

LUNÁRIO PERPÉTUO

Espetáculo, CD e DVD, 2002 e 2003

“Lunário Perpétuo” é o “Lunário Perpétuo” de Antonio Nóbrega. Isso porque esse é o nome dado a um pequeno livro — embora volumoso em páginas — que foi, nos últimos dois séculos e meio, segundo Câmara Cascudo, uma das principais fontes de referências e conhecimentos para os poetas populares nordestinos em suas cantorias… {continuar lendo}

 

 

 

O MARCO DO MEIO-DIA

Espetáculo e CD, 2000

As canções, romances e toques instrumentais reunidos neste CD são alguns daqueles que compuseram o espetáculo “O Marco do Meio-Dia” – em cuja concepção e roteiro contei com a participação de Rosane Almeida e Wilson Freire. A maior parte desse conjunto de peças musicais é fruto da minha parceria com o poeta Wilson Freire… {continuar lendo}

 

 

 

PERNAMBOUC

Espetáculo, 1999

Especialmente criado para o Festival de Avignon, de julho de 1999, “Pernambouc” é um espetáculo-síntese que reúne partes significativas de algumas das cinco apresentações criadas por Antonio Nóbrega a partir de 1994. Como em tudo que faz, reflete a diversidade da riqueza da música e da dança brasileiras. Na abertura, estão… {continuar lendo}

 

 

 

PERNAMBUCO FALANDO PARA O MUNDO

Espetáculo e CD, 1998

Após uma sequência de anos se apresentando no Carnaval do Recife, Antonio Nóbrega sentiu o desejo de divulgar a música de criadores pernambucanos “injustamente desconhecidos” e de apresentar algumas de suas músicas em versão carnavalesca. Assim, idealizou este espetáculo e CD… {continuar lendo}

 

 

 

MADEIRA QUE CUPIM NÃO ROI

Espetáculo e CD, 1997

“Madeira Que Cupim Não Rói” é o nome de uma consagrada marcha de bloco, do compositor pernambucano Capiba, sempre lembrada e cantada nos dias de Carnaval do Recife e de Olinda. Foi sob esse sugestivo nome que Antonio Nóbrega organizou as canções e peças instrumentais do seu segundo espetáculo dedicado, principalmente… {continuar lendo}

 

 

 

NA PANCADA DO GANZÁ

Espetáculo e CD, 1995

“Na Pancada do Ganzá” é uma reunião de cantos tradicionais do povo brasileiro, canções de autoria de Antonio Nóbrega e de outros compositores pernambucanos. O título é do modernista Mário de Andrade: esse seria o nome que daria ao conjunto dos registros… {continuar lendo}

 

 

 

ROMANCE

Espetáculo, 1992

Com Antonio Nóbrega e Renata Mattar, “Romance” foi um espetáculo apresentado no primeiro ano de constituição do Instituto Brincante — à época, Teatro Brincante.

 

 

 

A ARTE DA CANTORIA

Espetáculo, 1981

O espetáculo surgiu logo após o fim do Quinteto Armorial com o objetivo de mostrar a arte dos folguedos populares em toda a sua amplitude, em um trabalho de recompilação de autos tradicionais — alguns de origem ibérica, como o pastorial, a ciranda e a epopeia da “Nau Catarineta”. Antonio Nóbrega pôde mostrar nessa apresentação… {continuar lendo}