Início » Notícias » “Do Semba ao Samba” para músicos, dançarinos, pesquisadores e interessados em cultura brasileira

“Do Semba ao Samba” para músicos, dançarinos, pesquisadores e interessados em cultura brasileira

By Antonio Nóbrega | 12 agosto 2016 | Sem Comentários


 

Foto: Sílvia Machado

Foto: Sílvia Machado

Atividades de cunho prático e reflexivo de “Do Semba ao Samba”, novo projeto de Antonio Nóbrega, concebido e dirigido pelo artista  em coprodução e realização do Sesc São Paulo, são oportunidades para músicos, dançarinos, pesquisadores e interessados em cultura brasileira ampliarem seus conhecimentos. O projeto é uma homenagem ao centenário do samba e acontece no Sesc Pinheiros de 27 de junho a 04 de setembro. Veja abaixo uma seleção de eventos para iniciados e/ou apaixonados:

Oficinas

Estão abertas as inscrições para as oficinas “Da Polirritmia Africana Aos Pulsos Rítmicos Brasileiros” e “Na Pisada De Todos Os Sambas”. A primeira é dirigida a músicos e estudantes de música, enquanto a segunda foi idealizada para bailarinos, estudantes e interessados em dança e nas artes do corpo. Os ingressos já podem ser adquiridos na Central de Atendimento do Sesc Pinheiros (R$ 20,00 inteira, R$ 10,00 meia e R$ 6,00 sócios) e as vagas são limitadas http://bit.ly/CentralAtendimentoSescPinheiros

Aulas-espetáculo

Nos dias 16 e 17 de agosto, acontecem as aulas-espetáculo: conversas ilustradas por vídeos, danças e música ao vivo sobre o nascimento e desenvolvimento das primitivas formas de samba e os variados tipos de samba surgidos a partir do estabelecimento do gênero. A aula-espetáculo do dia 16, das 20h às 21h30, é sobre Música e Poesia e recomendada a músicos, estudantes de música e interessados na linguagem. Já a aula-espetáculo do dia 17, também das 20h às 21h30, é sobre Dança e sugerida a bailarinos, estudantes de dança e interessados nas artes do corpo. As duas são de classificação livre e entrada gratuita, com ingressos a serem retirados com uma hora de antecedência no local: Teatro Paulo Autran

Mesa de conversa

No dia 18 de agosto, quinta, das 19h30 às 22h30, haverá um encontro entre estudiosos, compositores e intérpretes que irão abordar temas como a origem do samba, suas letras, sua dança e sua ligação com a atualidade brasileira. A entrada é livre e os ingressos devem ser retirados com uma hora de antecedência no local: Teatro Paulo Autran. Participantes:

António Nóbrega é músico, dançarino e escritor é nascido em Recife e, a partir da sua passagem no  Quinteto Armorial, a convite de Ariano Suassuna, passou a estudar o universo da cultura popular e a criar espetáculos de teatro, dança e música nela referenciados. Estão entre eles: Brincante, Segundas Histórias, O Marco do Meio Dia, Figural, Na Pancada do Ganzá, Madeira Que Cupim Não Rói, Pernambuco Falando para o Mundo, Lunário Perpétuo, Nove de Frevereiro, Naturalmente e Húmus, entre outros. Recebeu prêmios como o Shell de Teatro, o Tim de Música, APCA, Mambembe, Conrado Wessel e Governador do Estado de São Paulo. Recebeu duas vezes a Comenda do Mérito Cultural. Tem 12 CDs e três DVDs gravados. Em novembro de 1992, fundou com Rosane Almeida – atriz, bailarina e sua esposa – o Instituto Brincante, em São Paulo. Em 2014, o cineasta Walter Carvalho realizou o longa-metragem Brincante, dedicado à sua trajetória artística.

Luiz Tatit é professor Titular do Departamento de Linguística da F.F.L.C.H. da U.S.P. e autor, entre outros, dos livros O Século da Canção, Elos de Melodia e Letra (este em col. com Ivã Carlos Lopes), Todos Entoam: Ensaios Conversas e Lembranças, Semiótica à Luz de Guimarães Rosa e Estimar Canções: Estimativas Íntimas na Formação do Sentido

Ricardo Azevedo é escritor, ilustrador, compositor e pesquisador paulista, nascido em 1949, é autor de vários livros para crianças e jovens. Tem, além disso, dado palestras e publicado estudos e artigos a respeito de temas como o discurso popular, literatura e poesia, problemas do uso da literatura na escola, cultura popular, música popular brasileira e questões relativas à ilustração de livros.

Muniz Sodré nasceu em São Gonçalo dos Campos (Bahia), em 1942. Estudou Ciências Jurídicas e Sociais na Universidade Federal da Bahia, da qual recebeu o título de Doutor Honoris Causa em 2010. Tem Mestrado em Sociologia da Informação (Paris-II, Sorbonne), Doutorado em Letras (UFRJ) e Pós-Doutorado em Sociologia e Antropologia (École Pratique des Hautes Études en Sciences Sociales – Paris). Foi jornalista profissional, tradutor, professor-adjunto da UFF e professor-titular da UFRJ na Escola de Comunicação. Em 2012, tornou-se Professor Emérito da Universidade Federal do Rio de Janeiro. É pesquisador 1-A do Conselho Nacional de Pesquisas Científicas (CNPq).  Tem 36 livros publicados sobre comunicação, cultura e ficção, alguns dos quais traduzidos no exterior. Foi membro do Conselho Econômico e de Desenvolvimento Social (Governo Luis Inácio Lula da Silva) e presidente da Fundação Biblioteca Nacional (2005-2010).  Tem duas filhas e uma enteada, três netas e é casado com a professora Raquel Paiva.

Há ainda outras oportunidades para quem quer dançar (Sambadas, dias 13/08 e 20/08 na Praça do Sesc Pinheiros) e apreciar o ponto alto do projeto, em que o resultado desta ampla pesquisa toma forma do novo espetáculo Semba (sextas, sábados e domingos de 26/08 a 04/09).

Confira aqui a agenda com todos os eventos: http://bit.ly/AgendaSemba

E adicione o que você não quer perder direto no seu calendário:  http://bit.ly/calendario_Semba

PRINCIPAIS ASSUNTOS

FACEBOOK

FLICKR