Início » Blog » Abertura da copa – um desastre cultural

Abertura da copa – um desastre cultural

By Antonio Nóbrega | 13 junho 2014 | Sem Comentários


Constrangedora, essa é a palavra que me acode para dar nome ao espetáculo de abertura da Copa a que todos assistimos ontem à tarde. Deslizamos em tantos quesitos nessa Copa que, pensei, esse seria um daqueles que poderia nos redimir…

Constrangimento pelo inexpressivo, escolar, vazio espetáculo de abertura. Fosse para trazer o Brasil popular para a abertura, que lá estivessem uma das nossas boas Escolas de Samba do Rio ou São Paulo, um grupo de Caboclos-de-lança dos Maracatus pernambucanos, um cortejo de Caboclinhos, uma Congada… seriam muito mais impactantes e verdadeiros.

Constrangimento pela falta de educação de nossa classe média escolarizada – aquela que pode comprar ingresso para o jogo – que trocou liberdade de expressão por ausência de educação elementar. As eleições estão já por aí, essa é a ocasião de manifestar com a veemência do voto, e não com a do palavrão, a insatisfação.

Constrangimento pelo minguado tempo (seis segundos) dado à imagem do tetraplégico chutando a bola, revelando com esse simbólico gesto as esperançosas conquistas científicas brasileiras através do trabalho Dr. Nicolelis e sua equipe.

Constrangimento final: uma canção gringa em pleibeque cantada por Cláudia Leite, Jennifer Lopes e Pitbull, pastiches de si próprios, formatada num midiático e estereotipado lugar comum!

Trinta minutos jogados fora. Trinta minutos que poderiam ter servido para bem nos apresentar ao mundo!

Um constrangedor desastre cultural, enfim. Resta-nos a esperança de que o bom futebol, já apresentado, venha nos redimir de tamanho equívoco!

PRINCIPAIS ASSUNTOS

FACEBOOK

FLICKR